Que Relacionamento é Esse?

Oi, vamos bater um papo, de novo, como era no inicio deste blog?

Vocês tem acompanhado nos meus últimos post a história que eu escrevi (Love’s Power). Mas, afinal, que raio de relacionamento maluco é esse que os dois personagens centrais da trama tem?

Bem, você não esperava que o relacionamento deles fosse normal, né? Qual é, você está em um blog chamado ideia biruta! Nada normal pode entrar aqui nesse blog! Ou será que tudo que tem aqui é normal, e o anormal é aquilo que chamam de normal fora da daqui? Bom, deixemos a discussão de normalidade para aqueles que se importam em serem normais e voltemos ao ponto.

Nesse momento você já deve ter percebido que a história trata de um relacionamento BDSM. Mas que raio é esse negócio de BDSM?

Na minha opinião, essa pergunta tem uma resposta bem curta e objetiva. Não acredito que precise de toda a explicação floreada que os praticantes costumam dar. Na verdade, acredito até que as explicações que encontramos por aí são falsas e exageradas. Mas acho que a resposta curta e objetiva pode gerar ainda mais confusão e má interpretação do que o desconhecimento. Então vou alongar um pouco e dividir em mais de um post para ficar mais leve.

E já que os outros praticantes por aí gostam de florear, vamos começar despedaçando algumas flores. Uma das flores mais encontradas por aí é a do “estilo de vida BDSM”. Vamos pensar um pouco: O que é um estilo de vida?

Seu estilo de vida é aquilo que define absolutamente TUDO o que você faz na sua vida. Seu estilo de vida define como você se relaciona com seus pais, filhos, patrões, empregados, clientes, amigos, todo mundo. Seu estilo de vida também define os lugares que você frequenta, sua rotina diária, seus hábitos de alimentação, como você lida com seu dinheiro, em fim, todos os seus aspectos comportamentais. Seu estilo de vida também diz muito sobre as suas ideologias, ou seja, suas crenças religiosas, políticas ou de qualquer outra natureza. Me desculpem, mas apesar de o BDSM ser enorme, ele não é tão grande assim. E se alguém realmente tem o BDSM como estilo de vida (interferindo em tudo isso que eu falei) eu realmente acho que essa pessoa deveria procurar ajuda de um psicólogo.

Quase posso ouvir a revolta dos “praticantes” me chamando de fetichista. Bem, então vamos a uma definição rápida: fetiche é a atração sexual por objetos inanimados ou partes não-genitais do corpo. Portanto, tecnicamente falando, as práticas BDSM não são fetiches, mas isso já é assunto para outro post. Até lá.

Anúncios

Sobre birutaibm

Estudo ocultismo desde os 14 anos de idade, fui iniciado DeMolay aos 17, estou me preparando para entrar para FRA (uma fraternidade rosacruz). Sou graduado em Informática Biomédica, mestre em Física Aplicada a Medicina e Biologia (mais computação que física mesmo), doutorando na mesma área. Meu perfil no Modelo de Myers-Briggs é INTJ (fiz dois testes diferentes e o resultado foi esse em ambos). Enfim ainda não sei muito sobre mim.
Esse post foi publicado em BDSM. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s