A União Faz a Força

Em um post anterior falei sobre a criação de suas próprias magias e, apesar de ninguém ter dito, uma crítica que poderia ter sido feita é “Então quer dizer que todos aqueles rituais complicados não tem utilidade nenhuma? Eu devo produzir tudo da minha cabeça?”

A resposta mais fácil é sim! A resposta mais longa e trabalhosa é, como sempre, depende! “Depende de que?” A resposta está no próprio post para os leitores mais atentos: depende do seu nível de envolvimento mental/espiritual com o ritual em questão.

Vamos voltar ao exemplo da compra do celular para tentar entender melhor isso. Imagine que você viva em uma sociedade em que todos usam fotos de objetos que desejam comprar dentro de suas carteiras. Uma vez que alguém vir a foto do celular que você deseja e que essa pessoa saiba de alguma promoção daquele aparelho irá te contar. Isso aumentará bastante as chances da sua “magia” funcionar e você conseguir comprar o seu celular, certo?

Quando você cria sua própria magia você está criando toda a estrutura da egrégora que ela precisa para trabalhar, assim como eu fiz ao criar o “Juquinha“. Toda a energia deve ser fornecida por você. Quando você está inserido em um meio onde as egrégoras já existem, isto facilitará bastante o trabalho, até mesmo devido a possibilidade dos outros te ajudarem com isso.

Agora que o título desse post não é só mais uma frase decorada, mas um conhecimento compreendido você deve conseguir entender de onde vem a força das ordens iniciáticas, igrejas/religiões, e até mesmo de grandes nações. Todas essas são egrégoras fortes, criadas e mantidas por muitas pessoas e outras egrégoras que lhe deram origem. Isso deve deixar mais claro também o que falei no último post da série criando uma religião. As coisas no mundo ocultista são muito conectadas, então precisamos ficar avançando e voltando o tempo todo se quisermos realmente entender alguma coisa.

Anúncios

Sobre birutaibm

Estudo ocultismo desde os 14 anos de idade, fui iniciado DeMolay aos 17, estou me preparando para entrar para FRA (uma fraternidade rosacruz). Sou graduado em Informática Biomédica, mestre em Física Aplicada a Medicina e Biologia (mais computação que física mesmo), doutorando na mesma área. Meu perfil no Modelo de Myers-Briggs é INTJ (fiz dois testes diferentes e o resultado foi esse em ambos). Enfim ainda não sei muito sobre mim.
Esse post foi publicado em ocultismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s