Os Mitos da Astrologia III

Depois de um bom tempo sem falar sobre isso vamos ver mais uma afirmação frequente sobre a astrologia: “Cara essa história de planetas exercendo influencia gravitacional sobre a tua vida é besteira. A parteira exerce mais influencia gravitacional do que os planetas sobre você no momento do nascimento!” Sinto decepcionar os leitores que acompanham meu blog e que acreditam nesse tipo influencia dos planetas, mas esse argumento me derrotou, tenho que admitir que a parteira realmente exerce uma influencia gravitacional maior do que qualquer planeta sobre a pessoa no momento do seu nascimento.

Opa, espera aí. Eu disse “influencia gravitacional”? Ah tá, então é esse o erro do argumento. A ideia da astrologia é bem mais antiga que a ideia da gravidade, portanto a astrologia não pode estar baseada na gravidade. Mas então de onde vem a relação entre as duas?

Conforme já disse em outro post a astrologia estuda uma correlação entre eventos que ocorrem no céu e eventos que ocorrem na Terra. O ser humano tem a tendencia de atribuir causalidade onde vê correlação, daí surge o primeiro provável erro, dizer que a posição dos planetas causa algum fenômeno na Terra. Essa afirmação de causalidade gera um buraco na teoria: como os planetas podem exercer essa influencia estando tão longe?

Antes da teoria da gravitação de Newton todas as forças conhecidas agiam mediante contato físico. A gravidade introduz a ideia de forças que podem agir por campo, sem necessidade de contato físico. Era tudo que os defensores da causalidade na astrologia queriam e rapidamente passaram a difundir essa explicação. Hoje já é bem sabido que não é bem assim que a coisa funciona e alguns já começam a buscar outras explicações para a causalidade (ouvi falar de explicações que envolvem teoria das cordas, mas não conheço essa direito). Nem mesmo acredito que exista realmente uma relação causal direta, prefiro continuar só com a correlação que para fins práticos já é muita coisa.

Anúncios

Sobre birutaibm

Estudo ocultismo desde os 14 anos de idade, fui iniciado DeMolay aos 17, estou me preparando para entrar para FRA (uma fraternidade rosacruz). Sou graduado em Informática Biomédica, mestre em Física Aplicada a Medicina e Biologia (mais computação que física mesmo), doutorando na mesma área. Meu perfil no Modelo de Myers-Briggs é INTJ (fiz dois testes diferentes e o resultado foi esse em ambos). Enfim ainda não sei muito sobre mim.
Esse post foi publicado em ocultismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s